Coréia do Sul assina ato para receber etapa da F-1

18 09 2009

A Coréia do Sul, que espera receber uma etapa da F-1 em 2010, recebeu um grande incentivo do governo local, que disponibilizará fundos para realizar o evento.

Apesar de não constar no calendário provisório da temporada 2010, o país tenta de todas as maneiras concretizar seu desejo de receber uma corrida da principal categoria do automobilismo.

Nesta semana, o governo sul coreano assinou um “ato da F-1” que prevê o financiamento para construção e manutenção do circuito, além de suporte financeiro para administração.

Assim, o governo garantirá a construção do autódromo, com finanças obtidas por meio de investimento privado.

“Com a assinatura do “ato da F-1″ e a construção do circuito, o sonho de termos uma disputa automobilística internacional pode se tornar realidade”, disse Young-Cho Chung, CEO da Korea Auto Valley Operation, responsável pela promoção do evento

Anúncios




Piquet entrará com processo para cancelar contrato

18 09 2009

O tricampeão mundial de F-1 Nelson Piquet afirmou que entrará com um processo legal para encerrar o contrato que o filho Nelsinho tem com Flavio Briatore, ex-chefe da Renault.

Ironicamente, o italiano ainda representa o piloto brasileiro de 23 anos, mesmo após a demissão do brasileiro da equipe francesa e a troca de acusações entre os dois.

Nelsinho acusou Briatore de tê-lo obrigado a bater deliberadamente no GP de Cingapura de 2008, facilitando a vitória de seu companheiro de equipe Fernando Alonso.

O italiano, junto com o chefe de engenharia Pat Symonds, deixaram o comando do time na última quarta-feira, antes de a equipe passar pelo julgamento do Conselho Mundial de Automobilismo.

Piquet disse que vai esperar a decisão da audiência antes de iniciar um processo contra Briatore.

“Não posso falar com outros chefes de equipe sobre o contrato porque Nelsinho estava trabalhando para Briatore e tem um vínculo com ele”, disse o tricampeão mundial ao jornal “Auto Motor und Sport”.

“Após a decisão da FIA, entrarei com um processo contra Briatore para quebrar o contrato”, disse.

O brasileiro disse ainda que não teme possíveis consequências das acusações que ele e seu filho fizeram sobre a equipe francesa.

Recentemente, o tricampeão afirmou que Briatore não poderá fazer nada contra a verdade, os fatos reais, e que tem recursos suficientes para pagar os melhores advogados.

A decisão do Conselho Mundial de Automobilismo sairá na próxima segunda-feira. Como penalização, a Renault pode ser condenada a pagar uma multa, ser banida de algumas corridas ou até mesmo do campeonato.





McLaren fará últimas mudanças no carro de 2009

18 09 2009

A McLaren fará suas últimas alterações no carro de 2009 no GP de Cingapura. Após isso, começará a trabalhar em um novo monoposto para a próxima temporada.

A equipe conquistou um grande progresso nas últimas corridas, algo que deixou o time em condições de brigar por melhores posições no campeonato.

Atualmente, o inglês Lewis Hamilton é o sétimo colocado, com 27 pontos. O líder é Jenson Button, da Brawn, com 80.

Enquanto grande parte das equipes já concentra suas atenções no desenvolvimento de seus carros para 2010, a McLaren introduzirá um pacote novo para a corrida noturna de Cingapura, que será realizada no próximo final de semana.

“Nosso ritmo nas últimas corridas mostra que desenvolvemos o MP4-24 nos melhores padrões para competir e estamos muito confiantes para Cingapura”, disse Martin Whitmarsh, chefe da equipe.

“Para esta corrida, vamos introduzir nosso último pacote da temporada para depois concentrarmos nossos esforços para o próximo ano”, afirmou.

Hamilton, que perdeu a terceira posição em Monza após bater em um muro, disse que tentará a vitória em Cingapura, mas sem o mesmo cuidado que teve em 2008, quando brigava pelo título.

“Lembro de minha última corrida em Cingapura e foi sob várias limitações – estava correndo com um olho no campeonato mundial e não queria cometer erros. Fiquei feliz por ter subido ao pódio”, afirmou.

“Neste ano é diferente. Sei que não estou na briga pelo título e quero atacar nessas últimas quatro corridas, conquistando o máximo de vitórias que conseguir.”





Dirigente espanhol chama Nelsinho de “garoto tonto”

18 09 2009

Carlos Gracia, presidente da Federação Espanhola de Automobilismo, criticou duramente Nelsinho Piquet e seu pai, Nelson, em função da polêmica no GP de Cingapura de 2008, no qual o ex-piloto da Renault teria aceitado bater de forma deliberada para favorecer Fernando Alonso e garantir a renovação de seu contrato.

O dirigente espanhol não poupou ataques à família Piquet: “Este garoto, se dependesse de mim, não guiaria nem cegos”, disse. “É um absurdo tão grande que além de ter se beneficiado [com a “delação premiada” da FIA], disse que só provocou o acidente para poder renovar seu contrato para 2009, o que de fato aconteceu.”

“Então, me parece que ele é um tipo de pessoa que não apenas deveria receber uma punição do Conselho Mundial da FIA como também ser julgado pela justiça comum”, prosseguiu.

“Nelsinho é um garoto tonto que não sabe se acelerou ou não, porque é comum vê-lo sofrer acidentes. Desde que estreou pela Renault, foram 17. Seu pai [Nelson Piquet] tem um filho incontrolável e é um pai ressentido. Então, quando colocam tudo no ventilador, tentam colocar o máximo de pessoas no meio.”

“Ele queria especialmente a cabeça de Flavio Briatore. Se a imoralidade foi feita por estes dois senhores [Briatore e Pat Symonds], então é ótimo que eles tenham saído da F-1”, disse.

“Porque seja Briatore _por mais fama que tenha_ ou seja Symonds, está claro que estas duas pessoas não interessam à categoria”, completou.





Brundle condena pacto das equipes contra o Kers

18 09 2009

Martin Brundle, ex-piloto de F-1 e atual comentarista da emissora britânica BBC, condenou o fim do reabastecimento e a intenção das equipes de não utilizarem o Kers a partir da próxima temporada. Para o inglês, isso deixará a categoria “bastante previsível”.

“Há um acordo voluntário entre as equipes para que o Kers não seja utilizado na próxima temporada, então a expectativa sobre as diferenças de desempenho na largada e na primeira curva não vai existir em 2010”, disse.

“As equipes parecem unidas e podem muito bem ter abandonado esta tecnologia muito cedo.”

“A F-1 definitivamente vai perder com o fim do reabastecimento, o que vai acabar com um nível de intriga e de incerteza. Sejamos honestos: de vez em quando há um problema no abastecimento e as equipes podem alterar as estratégias de pit stop, mesmo durante a corrida, com ‘stints’ curtos ou longos.”

“Gosto desta imprevisibilidade. Mas o que veremos na próxima temporada é que todos os carros começarão as corridas com os tanques cheios de combustível, então apenas o motor mais eficiente será capaz de vencer. Estou preocupado: sem o Kers e sem o reabastecimento, as provas de F-1 ficarão bastante previsíveis”, encerrou.





Klien e Davidson disputam vaga na Manor para 2010

18 09 2009

Christian Klien, Anthony Davidson e Adam Carroll são os três principais candidatos às vagas na equipe Manor, que deve fazer sua estreia na F-1 em 2010.

De acordo com o jornalista britânico Joe Saward, a escuderia inglesa, recentemente comprada pela Virgin _atual parceira da Brawn_, vê os três pilotos como candidatos em potencial para conduzir os rumos do time dentro das pistas a partir da próxima temporada.

Klien seria o principal favorito: embora seja jovem e não participe de uma corrida de F-1 desde 2006, quando foi substituído por Mark Webber na Red Bull, é um piloto com bastante experiência no desenvolvimento de um carro em função de seu período como ‘test driver’ tanto da própria Red Bull quanto da BMW, além de participar das 24 Horas de Le Mans representando a Peugeot.

Já Davidson, que atualmente é comentarista de F-1 na emissora de rádio BBC 5 Live, não esconde o seu desejo de retornar à categoria desde o fim da Super Aguri, em 2008. Carroll, por sua vez, teve uma boa passagem pela GP2, com cinco vitórias, mas não conseguiu ser promovido à categoria máxima do automobilismo por falta de patrocínio.





Massa aguarda liberação médica para voltar ao kart

18 09 2009

Felipe Massa confirmou nesta semana o interesse em participar da 13ª edição das 500 Milhas da Granja Viana, prevista para o dia 5 de dezembro.

No entanto, o piloto da Ferrari ainda depende da liberação dos médicos que o acompanham para poder participar da competição: “Se eles derem o ‘OK’, estarei lá”, afirmou.

Massa é bicampeão da prova _venceu em 1997 e em 2002_ e ainda segue se recuperando do grave acidente sofrido durante o treino de classificação para o GP da Hungria de F-1.

Na ocasião, o brasileiro foi atingido na cabeça por uma mola do amortecedor da Brawn de Rubens Barrichello, ficou desacordado dentro do carro e bateu com força na proteção de pneus.

O capacete reduziu a violência do impacto, mas ainda assim Massa ficou alguns dias em coma induzido, passou por duas cirurgias e segue em seu programa de recuperação. Seu retorno à F-1 é aguardado apenas para 2010.