Schumacher substitui Massa

29 07 2009

Ferrari planeja convidar o heptacampeão mundial Michael Schumacher para substituir o brasileiro Felipe Massa até que esteja bem o suficiente para voltar ao cockpit.

De acordo com o site oficial da Ferrari, Schumacher disse que está pronto e vai fazer um prorama de treinamentos específico pelos próximos dias antes de ser confirmado a substituição de Massa no Grande Prêmio da Europa, em Valência, no dia 23 de agosto.

É o que diz o Autosport.





“Aquela corrida era minha”, diz Massa

29 07 2009

Felipe Massa, ainda se recuperando do acidente que ocorreu no treino classificatório para o GP da Hungria, já conversa com os médicos e, hoje (quarta -feira, 29), perguntou quem havia vencido o GP da Hungria.

Segundo o médico Dino Altmann, quando soube que o vencedor foi Lewis Hamilton, o piloto da Ferrari ficou surpreso e lamentou o resultado.

“Eu contei para ele que o Kimi (Raikkonen) foi segundo e ele perguntou quem tinha vencido. E quando falei que foi o Hamilton que ganhou ele não acreditou e falou ‘essa era minha corrida'”, afirmou o médico.

Altmann deu boas notícias aos fãs do brasileiros e afirmou que Massa já deixará a UTI nesta quarta-feira e irá para o quarto para continuar sua recuperação.

“Ele está em uma recuperação fantástica. Não só clinica. Começa a reduzir o edema, que é bastante localizado. Só boas noticias. Saiu da cama, deu os primeiros passos. Está saindo hoje da UTI e indo para o quarto. Estamos todos muito contentes com o progresso”, disse.





Barrichello diz que problema com mola começou no treino livre

27 07 2009

O brasileiro Rubens Barrichello, de qual saiu do carro uma mola que atingiu Felipe Massa na cabeça disse que problema com mola começou no treino livre de sábado (3º e ultimo treino livre) para o GP da Hungria.

A peça se desprendeu do carro de Rubinho e voou contra o capacete de Felipe Massa, que perdeu o controle e bateu na proteção de pneus. Massa passou por uma cirurgia para retirada de fragmentos ósseos e segue internado no Hospital Militar de Budapeste.

“A equipe está investigando para tentar investigar o que aconteceu, mas me contaram que o problema começou no sábado de manha”, disse o quarto colocado do campeonato à Folha de S. Paulo.

“A mola foi soltando, soltando, e eu sentia mesmo que meu carro estava balançando, solto demais, até nas retas. Mas em todas as nossas análises não dava pra ver exatamente o que era. Até que ela se soltou de uma vez na classificação e quebrou um pedaço da suspensão”, completou.

Barrichello ainda disse que o incidente mexeu com sua concentração no Grande Prêmio húngaro, no último domingo (26). Ele terminou em décimo e disse que tinha uma sensação estranha quando passava no local do acidente.

“Eu via uma coisa laranja toda vez naquele lugar. Não sei explicar o que era, mas aquele laranja estava lá. A verdade é que em nenhum momento fiquei 100% concentrado, mas não foi essa a causa do meu mau rendimento”, disse.