Alemães comemoram a volta de Schumacher

30 07 2009
Schumacher e Felipe Massa - Interlagos 2006 (despedida do alemão)

Schumacher e Felipe Massa - Interlagos 2006 (despedida do alemão)

A imprensa alemã comemorou nesta quinta-feira a notícia da volta do piloto Michael Schumacher à Fórmula 1, dois anos e meio depois de ter se aposentado das pistas. “A lenda volta”, é a manchete do jornal Bild, que publicou em sua primeira página uma foto do heptacampeão mundial.

“Um anjo da guarda para a Ferrari”, afirma o jornal Tagesspiegel, que destaca o golpe publicitário da escuderia italiana, ocorrido no mesmo dia em que o construtor alemão BMW anunciou sua retirada da Fórmula 1 no final da atual temporada.

“Em 16 anos de corridas, bateu todos os recordes. E, com sete títulos mundiais (91 vitórias em 250 corridas), entrou para a história como o melhor piloto”, elogia ainda o Bild.

O irmão do campeão, o também piloto de Fórmula 1, Ralf, ficou sabendo da notícia pela imprensa. “Ele continua sendo suficientemente rápido para vencer corridas”, declarou ao Bild.

Rolf Schumacher, o pai dos dois pilotos, concorda que a escuderia precisa de Schumacher. “Pilotar uma moto é mais perigoso que a Fórmula 1”, afirmou, fazendo alusão ao grave acidente que Michael Schumacher sofreu no ano passado.

“Ele faz isso pela equipe que o formou. É um jogador de equipe”, estimou, por sua parte, o Berliner Zeitung.

No entanto, Tagesspiegel lança uma advertência, pois, “apesar da volta de Michael Schumacher vá reavivar a atenção do público, os bons tempos da à Fórmula 1 terminaram, com ou sem Schumacher”.

O jornal diz ainda que a competição é muito cara, inclusive para as grandes escuderias, e inúmeros circuitos têm dificuldade em pagar os enormes montantes de dinheiro exigidos pelo patrão da Fórmula 1, Bernie Ecclestone.

“Depois da saída da Honda e da BMW, outros construtores vão continuar deixando a Fórmula 1”, prognostica o Tagesspiegel.

A Ferrari anunciou na véspera que Schumacher vai substituir o piloto Felipe Massa no GP da Europa, em Valência, em 23 de agosto.

“Michael Schumacher se declarou disponível e, nos próximos dias, seguirá um programa específico de preparação ao término do qual será possível confirmar sua participação no Mundial a partir do Grande Prêmio da Europa”, explicou o comunicado da escuderia.

Schumacher tomou sua decisão depois de reunir com o presidente da Ferrari, Luca di Montezamolo, e os diretores da escuderia na manhã de quarta-feira.

Pouco depois, o campeão alemão manteve uma entrevista técnica com o equipe de Massa para fixar um programa de preparação.

O piloto alemão se retirou das pistas em 2006 e atualmente ocupava o posto de conselheiro técnico da Ferrari.

“No fundo, gosto de desafios e este é um lindo desafio”, afirmou Schumacher à imprensa italiana.

Já tinham falado que Schumacher poderia substituir Felipe Massa logo após o grave acidente do brasileiro. A própria porta-voz do corredor, Sabine Kehm, havia falado que o alemão analisaria a proposta, mas seu empresário, Wili Weber, disse que tinha 200% de certeza que Schumacher não retornaria. O heptacampeão disse que voltou em lealdade a Ferrari e por causa de Felipe Massa.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: